A ancestralidade dos povos indígenas da Amazônia em risco, a face oculta do desmatamento.

Por trás do desmatamento Existem consequências ambientais e impactos negativos sobre a fauna e flora, processos inadequados de reflorestamento e plantio de espécies não nativas que afetam os solos e todo o equilíbrio ambiental, degradação dos espaços das comunidades vulneráveis e rupturas nas relações sociais e culturais destes grupos com a natureza e muitos outros problemas que vêm diretamente da destruição de um espaço vital.

 

Florestas e natureza são territórios de vida e ascomunidades indígenas os entendem como tal. Nesse novo post contamos sobre os costumes, histórias e relações que são destruídas e afetadas quando uma área é desmatada, e como além de ser um problema ambiental, podemos ver que pode se tornar um problema social. Fique e descubra tudo por trás do extenso desmatamento.

 

Saving the Amazon y comunidades indígenas
As comunidades indígenas construíram um apego tão forte à natureza que atribuem sua origem à floresta amazônica.

 

 

A Amazônia é principalmente habitada e protegida por centenas de comunidades indígenas. Estima-se que existam até vários com os quais ainda não tivemos contato. Todos esses territórios são espaços de vida e histórias que constroem a cosmologia dessas comunidades que se relacionam diretamente com a natureza. Para além da proteção do território que implica a presença dos indígenas nesses espaços, precisamos entender a sua perspectiva e entender a selva além do incrível ecossistema que é. Devemos procurar vê-lo sob os mesmos olhos das comunidades, como um ambiente vivo que faz parte da nossa história e, por isso, da nossa identidade de ser humano. 

Revendo as informações sobre o desmatamento na colômbia Nos últimos 30 anos, percebemos que as áreas autônomas e protegidas do país, como áreas de reservas indígenas e parques naturais respectivamente, contribuem com mais da metade dos números em desmatamento do território. Esses espaços são protegidos pela riqueza de ecossistemas que possuem e pela importância cultural e abundância ancestral que possuem para as comunidades que os habitam e para o mundo. Mas, na verdade eles enfrentam as maiores taxas de impacto ambiental e social. O problema é que nesses espaços se perde muito mais do que biodiversidade, sendo o desmatamento um problema transversal que envolve a esfera ambiental, social e política.

* Resultados do monitoramento do desmatamento. IDEAM, 2018.

É isso que os indígenas estão perdendo.

As comunidades do Vaupescom as quais trabalhamos e muitas outras famílias indígenas que vivem em diferentes partes da selva entendem os animais, peixes e árvores como conhecedores com os quais eles podem se comunicar. Os conhecedores se fortalecem e ajudam a utilizar seus conhecimentos ancestrais dos lugares que estão dentro da selva. Para as comunidades indígenas, todo o território é vida, para os forasteiros, como dizem para os que não pertencem à selva, oo território é um recurso que pode ser explorado e por isso mesmo é violado e desmatado sem pensar nisso. impacto e consequências que têm na identidade cultural.

Os pássaros, os peixes e qualquer animal da selva são para os indígenas, conhecedores que podem ver e com quem podem se comunicar.

 

Mas por que essas relações com a natureza são tão importantes? O que eles estão realmente perdendo?

 

Imagine que você chega em casa do trabalho e sua casa é invadida por pessoas que você não conhece e todas as suas coisas, as fotos de sua família, as memórias de sua vida estão sendo destruídas. Todos esses elementos fazem parte da nossa história e, embora se limitem a ser, em sua maioria, apenas objetos materiais, adquiriram um valor muito mais significativo, a ponto de formar nossa identidade.

É isso que as famílias indígenas perdem, perdem muito mais do que os recursos naturais que lhes permitem levar uma vida sustentável, perdem sua identidade. Levando-os a um desenraizamento de seu território, de tudo o que eles chamam de lar e que construiu sua cultura.

Quando um local sagrado é atacado, as relações que as comunidades mantêm com este espaço e com sua história são fortemente afetadas. Aqueles seres que reconhecem em cada elemento da selva, sofrem, e assim eles também.

Nesse território existem lugares sagrados. Lugares que fazem parte do percurso de origem da vida feito pelos Yoamarã (historiadores das comunidades) ou dos espaços quedão força às comunidades para as orações que compõem o seu sistema de saúde tradicional. E se destruirmos um lugar que capacita uma comunidade a viver de maneira saudável? Muitos indígenas falam da aperda de alegria, da disseminação de doenças em suas comunidades e até de mortes. Para eles, são espaços protegidos, tanto que não podem ser queimados para plantara chagra, ou caçarr. Reconhecer esses espaços também é reconhecer identidadee a diversidade do mundo, é entender as diferenças e nos entender como parte de um mundo maior no qual todos temos a possibilidade de existir em liberdade.

Muitas áreas sagradas estão sendo violadas. Espaços que as comunidades protegem a ponto de ser proibido pisar ou olhar para eles estão agora sendo destruídos por retroescavadeiras e incêndios que também alteram os ecossistemas circundantes.

As comunidades entendem a relação de cada sujeito que compõe seu ecossistema, entendem a vida e o sagrado na pedra, na árvore, nos rios, nos animais e nas plantas. Embora nós muitas vezes vejamos, como eles próprios dizem, recursos que podem ser explorados.

Pelo mesmo motivo, e por essa forma de entender a natureza pelo mundo ocidental, esses espaços sagrados correm cada vez mais risco de extinção e as precárias condições enfrentadas pelas pessoas na selva e territórios devido aos processos de desmatamento massivo, estão levando lentamente a um risco de extermínio para as mesmas comunidades.

É importante destacar que além de enfrentar o fenômeno do desmatamento, as famílias indígenas devem, no dia a dia, lutar contra outra série de obstáculos. Problemas como a mineração, o contato com doenças que os colonos trazem para a selva, são apenas alguns dos problemas que se somam ao corte excessivo de árvores e à destruição do ecossistema.

Soluções contra o desmatamento.

O processo de desmatamento deve ser entendido além da extração de madeira que pode surgir dele. Compreender as diferentes causas também nos permite propor soluções que impactam além do reflorestamento e da reconstrução ambiental.

 

Em linhas gerais, a relação entre o desenvolvimento integral das comunidades indígenas e a saúde do ecossistema das florestas que elas habitam, deve visar à construção ativa de garantias que assegurem a proteção desses espaços - entendidos como espaços ambientais e socioculturais - e o desenvolvimento sustentável. Baseado na conservação de um dos ecossistemas essenciais para equilibrar a crise climatica.

Um fenômeno como o desmatamento, que em muitos casos prospera pela ausência de fiscalização dos recursos recursos por parte das autoridades competentes e que vai além da exploração madeireira, evidencia a necessidade de um apelo ao consenso social sobre a proteção dos recursos florestais da Colômbia e do mundo e a geração de uma consciência dos espaços sagrados. 

Leia também: Desmatamento na Colômbia, uma chamada para proteger nossos ecossistemas.

Em Saving The Amazon nos preocupamos em cuidar da selva de uma forma integral e em compreender as necessidades das comunidades e do ecossistema para gerar um impacto positivo no meio ambiente a longo prazo. Para que as comunidades e o mundo possam se beneficiar dos benefícios da selva, permitindo que as futuras gerações também vejam os frutos do compromisso que temos com este ecossistema e suas comunidades.

 Informar uma postura crítica nessas situações é fundamental para a construção de um futuro melhor, convidamos você a compartilhar essas informações para conscientizar sobre tudo o que perdemos ao desmatar a floresta amazônica.

Você sabia que pode adotar uma árvore e transformar a vida de comunidades indígenas?
Clique aqui aqui E saiba mais

Deixe um comentário

Obrigado por salvar a Amazônia

Sua contribuição nos ajuda a:

  • 1. Lutar contra a pobreza.
  • 2. Reverter a crise climática.
  • 3. Apoiar as comunidades indígenas.
  • 4. Proteger a biodiversidade.
  • 5. Proteger a água.
  • 6. Conservar a amazônia
Por favor espera que salgan los botones....!

Obrigado por salvar a Amazônia

Você pode pagar com PayU latam

×

códigos de desconto